Pesquisar
Close this search box.

Joint venture: o que é e como funciona

joint venture

Antes de tudo, você já pensou em se unir a outra empresa para realizar um projeto em comum, explorar um novo mercado ou compartilhar recursos e conhecimentos? Essa é a ideia por trás de uma joint venture, uma estratégia de colaboração empresarial que pode trazer benefícios para ambas as partes envolvidas.

Mas o que é exatamente uma joint venture? Como ela funciona na prática? Quais são os tipos, as vantagens e as desvantagens dessa modalidade de parceria? É o que vamos explicar neste artigo. Acompanhe!

O que é uma joint venture?

É uma expressão inglesa que significa “aventura conjunta” ou “união de risco”. Ela se refere à união de duas ou mais empresas já existentes para executar um projeto ou criar uma nova empresa para explorar, de maneira eficiente, alguma atividade econômica.

As empresas que formam uma joint venture mantêm sua independência jurídica, financeira e comercial, mas compartilham os custos, os riscos, os lucros e o controle da operação conjunta. A joint venture pode ser firmada por tempo determinado ou indeterminado, dependendo das condições estabelecidas em contrato.

Como funciona uma joint venture?

Uma joint venture funciona como um acelerador de crescimento compartilhado, pois permite que as empresas envolvidas aproveitem as oportunidades de mercado, reduzam os custos operacionais, ampliem o acesso a tecnologias e conhecimentos e superem barreiras comerciais.

Para que uma joint venture funcione bem, é preciso que haja uma boa compatibilidade entre as empresas parceiras, uma clara definição dos objetivos e das responsabilidades de cada uma, uma comunicação efetiva e transparente e um alinhamento de valores e cultura organizacional.

Quais são os tipos de joint venture?

Existem dois tipos principais: a contratual e a societária.

Contratual

É aquela na qual as empresas envolvidas assinam um contrato no qual constam todas as condições da parceria, mas não há a criação de uma nova empresa. As partes envolvidas trabalham em cooperação para realizar um projeto específico ou explorar um mercado comum.

Um exemplo de joint venture contratual é a parceria entre a empresa brasileira Embraer e a empresa norte-americana Boeing para desenvolver e comercializar jatos comerciais.

Societária

É aquela onde as empresas envolvidas realizam um projeto ou um empreendimento por meio da criação de uma nova empresa, que terá personalidade jurídica própria e capital social dividido entre as empresas-mãe.

Um exemplo de joint venture societária é a empresa Vivo, criada em 2002 pela união das empresas Portugal Telecom e Telefónica Movile (Espanha).

Quais são as vantagens e desvantagens?

A princípio, pode trazer diversas vantagens para as empresas participantes, mas também alguns desafios e riscos. Veja alguns deles a seguir:

Vantagens

  • Aumento da competitividade e do market share;
  • Redução dos custos operacionais e dos riscos financeiros;
  • Acesso a novos mercados, clientes e fornecedores;
  • Compartilhamento de tecnologias, conhecimentos e recursos;
  • Diversificação de produtos e serviços;
  • Aproveitamento de oportunidades de negócio;
  • Inovação e aprendizado organizacional.

Desvantagens

  • Perda de autonomia e controle sobre a operação conjunta;
  • Dificuldade de integração entre as culturas organizacionais;
  • Conflitos de interesses entre as empresas parceiras;
  • Diferenças nos padrões de qualidade e gestão;
  • Possíveis prejuízos em caso de insucesso do projeto;
  • Risco de vazamento de informações confidenciais;
  • Dependência da outra empresa para a continuidade do negócio.

Conclusão

Acima de tudo, uma joint venture pode ser uma excelente estratégia para as empresas que buscam crescer no mercado, aproveitando as sinergias e complementaridades entre elas. No entanto, é preciso planejar bem a parceria, escolher bem os parceiros e definir claramente os objetivos, as responsabilidades e as expectativas de cada um.

Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário. E se você quer saber mais sobre outros assuntos relacionados ao mundo dos negócios, continue acompanhando o nosso blog.

Você também pode gostar:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.